quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

As cartinhas dos Correios

Para continuar o clima das boas ações do Natal, fui toda contente hoje aos Correios pegar uma cartinha pro Papai Noel. Não sei se vocês já ouviram falar, mas todo ano, crianças carentes enviam cartinhas para o Papai Noel com o seu pedido de presente para este Natal. Um dos anos anteriores, eu tentei fazer a mesma coisa, mas descobri que não são todas as agências que as distribuem e em vão fui em um sábado na sede e dei de cara com a porta fechada.

Enfim, este ano resolvi tentar de novo. Chegando nos Correios, você pode escolher a cartinha que quiser, porém uma "coincidência" me incomodou um pouco. Quase todas as cartinhas vinham de um mesmo endereço e quase todas pediam uma roupa e um calçado. Nada de brinquedo, de pedidos mirabolantes, claro que tem alguns que extrapolam... "Querido Papai Noel, eu gostaria de ganhar um notebook, mas se não der, quero uma roupa e um tênis da Adidas".

O pior de tudo não eram nem os pedidos, eram as exigências que iam aparecendo conforme a gente lia. Tênis do Restart, camiseta do Justin Bieber, calça jeans e colete jeans, bicicletas, camiseta original do Corinthians, camiseta da seleção original com o nome do Neymar atrás e assim por diante.

Fora as cartinhas que diziam o seguinte: "Olá Papai Noel, me chamo Mariazinha e tenho 1 ano e 7 meses, meu sonho é ganhar uma roupa e um sapato". Primeiro, uma criança dessa idade não sonha em ganhar nada, outra, se sonhasse, quem ia querer tanto roupa e sapato ao invés de um brinquedo?

Enfim, a decepção foi tremenda. Para dar roupa e sapatos melhor "adotar"uma criancinha na creche no Natal e fazer aquelas sacolinhas, com certeza, elas serão entregues às respectivas crianças. Fomos com a intenção de pegar pelo menos umas 4 cartinhas, mas saímos de lá apenas com uma para não perder a viagem.

Ela tem 16 anos e pediu uma cesta básica, uma bola de volêi e material escolar, pois a mãe é muito pobre e não pode comprar para o ano que vem. Ela diz que gostaria muito de continuar os estudos e por isso, pediu ao Papai Noel. Muito bem Jéssica, é o que você vai ganhar neste Natal.

Um comentário:

Ataner disse...

Olá Camila! Sou Renata e por acaso achei teu post e concordo contigo em quase td q escreveste. Digo isso pq na parte da criança de 1 ano e 7 meses q "esceveu" uma carta pedindo uma roupa e um sapato, acho que a tua resposta foi, no mínimo, desrespeitosa. Primeiro pq isso podia ser realmente o que ela precisava, pode ser pouco, mas para ela podia ser muito. Concordaria com a tua resposta se a pessoa que escreveu a carta especificasse marca, cor da roupa, como tu não citast isso no post, creio que não houve essa exigência. Assim como já escrevi acima, algumas cartas que estavam nos correios eram sem noção, com pedidos absurdos, mas essa da criança me pareceu simples e sincera. Desculpa se te ofendi em algum momento, mas achei necessário me manifestar.
Renata