terça-feira, 28 de setembro de 2010

Felicidade ao acaso

Tem dias que acordam com aquela cara de normais, nada está previsto, não há nenhuma expectativa para nada e provavelmente nada de interessante vai acontecer. Então, seu humor também varia de acordo com esse dia, ou seja, ele fica morno, nem está feliz, nem está triste, mas está tudo bem. Apático é uma boa palavra. Entediante nem tanto, já que ele não é ruim, ele apenas é.
E você continua sua vida, levanta no horário, sai de casa, vai ao dentista, pega o jornal, toma café e nada de diferente acontece, a calmaria surpreende. Até o trânsito está bom, por incrível que pareça. E é aí que você tromba com uma pessoa que muda seu humor e logo de cara muda seu dia.
Incrível como existem pessoas que irradiam felicidade, pode ser que eles nem sejam tão felizes assim, pode ser que este mês eles não tenham dinheiro para pagar a conta de gás, pode ser que eles tenham um familiar doente, pode até ser que eles tiveram insônia esta noite. Mas eles sempre estão ali, fazendo seu trabalho com a maior alegria, abrindo sorrisos e dando bom dia para os que cruzam seu caminho.
É ótimo e gratificante cruzar com pessoas assim, principalmente se elas forem meros estranhos, como foi o meu caso. Além de terem a alegria para si, elas contaminam e te obrigam a abrir um sorriso. O melhor desses acasos é a reflexão. É o pensar por que também não somos assim, por que não acordamos distribuindo felicidade? Por que não dar um simples sorriso a quem você nunca viu na vida?

Nenhum comentário: