sexta-feira, 12 de março de 2010

O mundo e a ignorância

A partir de agora, passo a colecionar casos de ignorância. A cada dia, presencio mais e mais casos de ignorância ou falta de educação ou como vocês preferirem denominar. Em um mundo que a cumplicidade já não está mais presente entre nós, um mundo em que as regras da sociedade já não adiantam de nada, um mundo à beira do precipício.
Caso 1 - Fila para carregar o Bilhete Único, um homem entra à minha frente já na janela do atendimento e pergunta se pode tirar uma dúvida com a atendente. Claro que sim. Perguntou e após a resposta quis efetuar uma recarga. Nada justo, afinal, havia uma fila atrás de mim. Não deixei. Ele perguntou se eu estava nervosinha, disse que não e expliquei que havia uma fila atrás de mim esperando também. A resposta: " que fila...Pode vir todo mundo que eu dou porrada, aí, eles 'vão ver' quem eu sou". Idiota.
Caso 2- Mais uma fila. Eu estava atrás de um senhor, uma moça passa por mim e pede licença. Obviamente, ela ia encontrar alguém mais à frente ou o quer que fosse. Eu dei licença. O senhor não. Colocou o corpo na frente da moça de modo que ela não conseguisse passar. E ainda perguntou por que ela estava furando fila. A moça tentou explicar que só precisava entregar uns papéis lá na frente, conforme foi orientada e nem assim, o senhor a deixou passar. Ele disse que ela fosse por outro lugar, pois por ali, ela não passaria. Foi quando o segurança ouviu e solicitou que a moça desse a volta. Só questionei-o: "Pra quê? O senhor está vendo? Ela está lá do mesmo jeito".
Tenho certeza de que as situações de perplexidade não pararão por aí. Se você quiser, compartilhe também a sua. Não sei mais se um dia é possível fazer um mundo melhor.

Nenhum comentário: