terça-feira, 6 de outubro de 2009

Pelo fim dos Sem-Terra!


Isso mesmo. É com grande vontade e orgulho que venho fazer essa proposta: acabar com o Movimento dos Sem-Terra. Ainda não descobri como, mas acho que para eles sumirem de vez, só exterminando mesmo. Tem coisa mais hipócrita e injusta do que isso? Você é fazendeiro, tem lá seu teco de terra, seja lá como o adquiriu, não importa se foi herança, não importa se você comprou, não importa se roubou do seu irmão, não importa se ainda está pagando o financiamento. Aí, vem um bando de gente folgada, com menos 3 de vontade de trabalhar, e invadem o que é seu! E não importa o que você faz com o seu pedaço de terra. Se você quiser plantar margaridas porque acha que assim vai ficar bonito, plante margaridas! Mas aí, os sem-terra chegam e dizem que a sua terra é improdutiva.


Mas obviamente, tudo isso é uma desculpa, como vimos nesta semana. O pedaço que eles invadiram por "diversão" era uma plantação de laranjas e bem produtiva, por sinal. A desculpa dessa vez por derrubarem mais de 5 mil pés da fruta foi: "Vamos plantar feijão, porque não dá para viver só de laranjas".


Não dá é para viver suportando isso. Democracia não é a reforma agrária, democracia é você ter o que é seu por direito e ter o direito de usufruir da maneira como você bem entende. E o que nosso governo faz? A reintegração de posse e se eles continuarem no terreno, quinhentos reais de multa por dia, por pessoa. Tá, e quem é que vai pagar? Eles? Parece brincadeira. Eles deveriam ser presos e banidos do mundo. Não é porque eu não tenho uma mansão de 800 metros quadrados que eu vou até o Jardins e pegar a parte da piscina alegando que é minha por direito. Por que eles não repartem a Granja do Torto com os infelizes?


É por isso que começo agora o MSST, Movimento Sem os Sem-Terra! Se você tiver alguma ideia de como acabar com eles, ela é bem-vinda!

2 comentários:

Thales disse...

Eu tenho!!! Passar com um trator por cima de 5 mil deles.

Camila Ciberi disse...

Ai, se fosse tão fácil... Seria o ideal mesmo.