terça-feira, 4 de novembro de 2008

São Paulo da garoa, São Paulo que terra boa

São Paulo está entre as quatro cidades mais cortezes do mundo, segundo uma pesquisa realizada pela Revista Reader's Digest. Nossa cidade concorreu com mais 35 espalhadas pelo mundo e os testes foram realizados por repórteres à paisana. Eles entraram atrás de alguém em um edifício para saber se alguém segurava a porta, compraram algo de pequeno valor para saber se o vendedor agradeceria pela compra e deixaram cair papéis em um local movimentado para saber se alguém os ajudariam a recolher.


O teste foi repetido 20 vezes e São Paulo ficou na frente de cidades como Nova Iorque, Zurique e Toronto. Nos últimos lugares ficaram as cidades do Oriente. Na minha primeira e única ida a Nova Iorque tive minhas experiências com o povo mal-educado do local, são lojistas, taxistas e balconistas. Não importa se você está comprando, eles te tratam como um turista medíocre e mal te olham na cara. A comunidade coreana no Bom Retiro também é bastante grossa e com um humor que dá até medo de chegar perto, devem refletir a sua própria cultura.


Já São Paulo não me passa essa impressão de cortesia, como colocada pela revista. Poucos já me seguraram a porta, poucos me agradeceram e poucos me ajudaram em qualquer situação. Raros são aqueles que se levantam para um idoso se sentar no metrô. Muitos são os que jogam papéis no chão e pela janela do carro. Poucas são as vendedoras que sorriem ao te atenderem e dizem obrigada quando você experimenta tudo, mas não leva nada da loja. São Paulo tem, claro, seus pontos positivos, mas infelizmente a cultura brasileira não permite que nossa cidade seja uma das mais cortezes do mundo. Acredito que os repórteres tiveram apenas um pouco de sorte.


2 comentários:

Ale disse...

Ah vai Cá... também não é assim tão mau! Eu como estrangeira legítima ex-residente não me consigo lembrar de nenhuma situação em que tenham sido descortezes comigo... um pouco devagar, incompreensivos para com o meu português de Portugal, até pode ser, mas no fim, brasileiro sorri até de não ter nenhum motivo para sorrir! :)

Thales disse...

Pois é... Você ainda é mulher, bonita e gostosa. Imagina como os demais são tratados? Eu tenho uma melhor impressão do povo paulistano do que da maioria das pessoas que moram em São Paulo (if you know what i mean).
Beijos