sexta-feira, 7 de novembro de 2008

É pique, é pique

"Hoje o tempo voa, Amor". Sábio Lulu Santos, que já cantava isso em uma época que eu não sentia o tempo escorrer pelas mãos. Um dia a gente acorda e tem 10 anos, no outro, 24. Parece que foi ontem a formatura da faculdade, a fila na escadaria do teatro para tirar foto, a beca alugada e a foto de "Procurada" para te identificarem no meio da festa. Parece que faz uns 5 anos que eu peguei escondido a roupa da minha mãe, levei pra escola e cantei "Maria, Maria" no dia dela. Parece que faz um mês que alagamos o colégio no terceiro colegial nos últimos dias de aula com uma bexiga gigante de balas, mas ao invés de balas, tinha água com sabão. Nem parece que já se passaram quase 3 anos do nosso primeiro beijo.
Sempre gostei de fazer aniversários, comemorar com os amigos, com a família, fazer festa, cantar parabéns. Este ano, a vontade foi menor. Ruim o sentimento. Será que vamos crescendo e perdemos a vontade de celebrar mais um ano de nossas vidas? Será que, um dia, fazer aniversário vai significar depressão? Tenho amigas que já pensam assim. Não gostaria de me tornar uma delas. Comemorar é relembrar tudo o que nos aconteceu durante o último ano, é rir das coisas bobas que já fizemos, é adicionar mais experiências em nossa bagagem. Mas, e se, quando você olha pro último ano, não consegue ver tantas experiências, não consegue rir de tantas trapalhadas e nem explodir com as lembranças dos bons momentos? E se, no último ano, a nossa vida não foi vivida com a intensidade desejada?
O jeito é levantar a cabeça e tentar fazer de novo no seu próximo ano de vida. De novo não, melhor. Melhor e mais, para que da próxima vez que apagar as velinhas não haja dúvidas de que mais um ano foi bem vivido. Como foi o meu último? Eu diria que de 0 a 10, minha nota é 6, mas passarei o dia de amanhã com o pensamento de que daqui a um ano será um dez. Quem sabe não seja esse o meu pedido na hora de cortar o bolo.

Um comentário:

Thales disse...

Nossa... Esse tipo de assunto me faz refletir demais.
Quer dizer que você furtou uma roupa da sua mãe e também lavou o colégio? Hahaha... Não conheço essas suas histórias.
Uau! Falta pouco para nosso primeiro beijo completar 3 anos!!! Cacilda! Lembro-me de todo nervosismo, toda ansiedade, toda paixão. Talvez porque ainda os sinta.
Lamento não ter ajudado muito em relação ao seu ultimo ano. Estou engajado em apoiar o "10" do próximo.
Beijos,