segunda-feira, 20 de outubro de 2008

A arte do espetáculo

Piruetas, saltos, máscaras
Gritos, risadas, palavras perdidas
Música, dança, colorido, alegria
Sonho, imaginação, brincadeira ou fantasia?

Não, realidade muito bem vivida
Na magia passageira sem sentido
Como se o mundo fosse perfeito
E nada mais proibido

Um piscar de olhos
E o azul vira vermelho
A mulher vira homem
Os aplausos estremecem

E num instante, sem demora
Lá no fundo a invadir
Uma pontada de inveja
Do dom daqueles que nos fazem sorrir.

2 comentários:

Thales disse...

É teu?
Por acaso tem algo a ver com o teatro de sábado?
Beijos

Camila Ciberi disse...

Claro que é meu, Pequeno!! Se não é, eu coloco os devidos créditos.
O teatro foi a inspiração sim.
Bjinhos