quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Apocalipse

Ontem, foi a chance do mundo ter acabado. Quem achou que acabaria e tomou atitudes impensadas, realizou loucuras contidas ou mesmo gastou todo o salário do mês, hoje deve estar extremamente arrependido. A tentativa de recriar o tão famoso "Big Bang" foi um sucesso, de acordo com os cientistas que projetaram o LHC (Grande Colisor de Hádrons), mas a vitória não tem relação com o fim do mundo. Segundo os pesquisadores, o medo gerado com o teste da nova máquina não passa de hipótese impossível. Definitivamente, ela não poderia gerar um miniburaco negro que engoliria a Terra.

Afinal, esse fato nem estava na previsão de Nostradamus. Em suas profecias, o início do fim se daria com a chegada do terceiro anti-cristo encarnado em seres humanos. Segundo os estudiosos do assunto, dois já foram: Napoleão Bonaparte e Adolf Hitler (Eu poderia julgar que o terceiro seria George W. Bush Filho, mas parece que não).

A Bíblia também prevê o fim do mundo, como uma guerra entre Deus e todas as nações do mundo. O Apocalipse de João cita o anti-cristo e o Dia do Juízo Final, em que os homens seriam julgados pelos seus pecados na Terra e condenados a passar a eternidade no Céu ou no Inferno. Parece-me que esse dia está mais próximo do que nunca, mas a guerra não é contra Deus, e sim, os homens contra eles mesmos. É só você olhar em volta para observar como o fim do mundo está próximo, com tanto lixo espalhado na rua, com notícias diárias sobre o derretimento das geleira, com o desmatamento crescente de florestas e matas, com o desperdício em cada mangueira lavando uma calçada ou com os bombardeios frequentes entre povos vizinhos. Nenhuma profecia é capaz de prever essa degradação. O homem está desenvolvendo seu próprio Armagedom.

Nenhum comentário: