sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Mexe mexe que é bom - parte 1

A fila no Credicard Hall chegava quase até o meio do quarteirão. O motivo: gravação do DVD do Zezé Di Camargo e Luciano. O que eu estava fazendo lá? Como sou uma super amiga, fui acompanhar minha querida amiga super fã da dupla sertaneja. Já que quem está no inferno, abraça o capeta, eu quase comprei um chapéu de cowboy para o show. Chegando lá, me arrependi de não ter comprado.

A fila começou engraçada, era sotaque do interior para todos os lados, mulheres enlouquecidas tentando adivinhar aonde os ídolos estavam àquela hora e outras bravas por causa do tamanho da fila. Uma delas, que estava à nossa frente, queria saber porque o Saddam não tomava uma providência e vinha tirá-la de lá junto com seus convidados. Virei pra minha amiga e perguntei: "Que Saddam? Hussein?". Mais pra frente descobrimos que estávamos na fila errada. Para quem ia na pista não tinha fila, apenas uma leve muvuca. Já lá dentro, ganhamos lanterninha das Lojas Marabraz e balas. Produtos dos cantores rodeavam o hall da casa de shows.

Às 21:30 estava marcado para começar o show, mas era óbvio que iria atrasar, só não imaginei que tanto. Ficamos uma hora e meia vendo as letras das músicas novas em um telão para decorá-las e sair bonito no DVD. Um "Liminha" da vida pedia para nós gritarmos, batermos palma e cantarmos "Ai, ai, ai, ai" para a câmera. Ao todo, foram umas 5 músicas, repetidas umas 300 vezes. Cansadas, sentamos no chão no meio do povo mesmo. Aí, entrou a banda, veio o blecaute e o show começou.

2 comentários:

Thales disse...

Meu... complicado comentar algo tão chato quanto um show dos filhos do Chicão.
Mas espero que tenha valido a experiêcia...

Ale disse...

espera!espera!espera! pára tudo! vais aparecer num dvd de um concerto de uma dupla certaneja? assim aos saltinhos e com os bracinhos no ar? ah ah ah
só espero que essa preciosidade chegue à Europa também!